O Homem ou a mulher de Deus, que faz a obra do Senhor ou não, e aceitaram Jesus como Senhor e Salvador, podem separar-se do casamento, se não há mais concordância.              Click

Vamos começar este estudo seguindo o que o próprio Mestre Jesus falou: "e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará" João cap. 8 vers. 32.

Perguntado Jesus se ele consentia em que duas pessoas pudessem se divorciar por vários motivos, ou seja: Problemas com familiares, gênios explosivos, frieza sexual, falta de amor, e.t.c., Ele respondeu abertamente: "Eu, porém vos digo: quem repudiar sua mulher,
não sendo por causa de relações sexuais ilícitas, e casar com outra comete adultério e o que casar com a repudiada (Se foi ela quem praticou) comete adultério.

Disseram-lhe os discípulos: Se essa é a condição do homem relativamente à sua mulher, não convém casar. Jesus, porém, respondeu: Nem todos são aptos para receber este conceito, mas apenas aqueles a quem é dado. Porque há eunucos de nascença; há outros a quem os homens fizeram tais; e a outros que a si mesmos se fizeram eunucos, por causa do reino dos céus. Quem é apto para o admitir admita".

De modo que já não são mais dois, porém uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem. Mateus cap. 19 versículos 6, 9 a 12. "Foi alguém chamado, estando circunciso? Não desfaça a circuncisão. Foi alguém chamado, estando incircunciso? Não se faça circuncidar. A circuncisão, em si, não é nada; a incircuncisão também nada é, mas o que vale é guardar as ordenanças de Deus".

"Caso porém, não se dominem, que se casem; porque é melhor casar do que viver abrasado" 2º Coríntios cap. 7 versículos 9, 18 e 19. "Ora, aos casados, ordeno, não eu, mas o Senhor, que a mulher não se separe do marido. Se porém vier a separar-se, que não se case ou que se reconcilie com  seu marido, e que  o marido não se aparte de sua mulher. "Não vos priveis um do outro, salvo talvez por mútuo consentimento, por algum tempo, para vos dedicardes à oração e, novamente, vos ajuntardes, para que satanás não vos tente por causa da incontinência". Versículos 5, 10 e 11, 18 e 19. "A mulher  está ligada enquanto vive o marido; contudo, se falecer o marido, fica livre para casar com quem quiser, mas somente no Senhor". Vers. 39.

Jesus explicou-nos que todos tem o direito de permanecerem solteiros, ou então ter o desejo de se casar. só que ele diz para todos analisarem muito bem essa decisão que vai ser tomada, porque ela é muito séria e envolve duas pessoas que vão ficar juntas até que a morte os separe. È preciso os dois se conhecerem muito bem, namorar um bom tempo para que cada um saiba como vai ser a vida a dois que irão enfrentar. Jesus disse que a todos é dada a condição de se casar, mas que não vai poder haver separação depois que forem unidos pelo matrimônio no cartório, e depois na igreja perante Deus. E depois que forem abençoados por Deus não poderão mais separar-se porque foi ligado na terra e no céu esta união.

E passados algum tempo no casamento destas pessoas, pode não haver mais concordância e então vem a idéia de separação, só que Deus já avisou anteriormente que não pode haver esta situação, porque o que Ele ajuntou ninguém pode separar, e a única condição que Jesus permite em separação é se algum dos dois cometeu
adultério. Neste caso a pessoa que foi ofendida tem dois caminhos a seguir: ou perdoa e continua casada, ou separa-se, divorcia-se e se quiser, casa de novo, sendo que o que ofendeu não pode casar-se outra vez enquanto não se arrepender muitíssimo do seu pecado com Deus e a pessoa humilhada, e  ainda terá que esperar a decisão da pessoa ofendida que é: fazer o divórcio, Dar-lhe o perdão,  ou pretender contrair novo matrimônio.
Se não houver tudo isto, e a pessoa que cometeu o adultério casar-se de novo, adultéra outra vez, e a pessoa que casou com ela também se torna adúltera. Se um casal fizer a separação por vontade própria porque não se dão mais bem no casamento, ou  até porque sofrem agressões e se humilham mutuamente, então cada um viverá sua vida separada em algum lugar, mas saiba que nenhum dos dois poderá jamais casar-se, ou ter alguma relação sexual com outras pessoas, e nem mesmo entre os dois, se não reatarem o matrimônio porque irão cometer
fornicação. O certo é pedir a Deus a volta da união que tinham no seu casamento. mas existe também uma possibilidade de se casar de novo, método usado por algumas igrejas; se não há adultério e nem relações sexuais ilícitas mas sim agressões, humilhações, maus tratos, ofensas por parte dos dois e não se suportam mais um ao outro, então é se levado em conta por pastores e igrejas que houve um rompimento das palavras ditas pelos noivos no dia do casamento perante o Senhor, que foram: "Prometer amar, honrar, não ameaçar, cuidar, na saúde e na doença. Nâo havendo isto, dizem que houve uma quebra da aliança dos dois feita com Deus no altar do Senhor e havendo o divórcio, a dupla agora já separada; poderia se casar novamente.

procure uma igreja evangélica e converse com o pastor que ele vai orientar você sobre tudo isso. Faça esta oração ao Senhor Jesus, Click   Click                                    

                                 Que Deus abençoe.
                                     
Pastor Antonio