Porque os nove apóstolos não conseguiram expulsar os demônios, e nem curar o menino lunático?

                                                                                                              Click

Jesus tinha acabado de descer do monte onde levou consigo Pedro, Tiago e João para orarem com ele e participarem da transfiguração, que aconteceu com a vinda de Moisés e Elias, e encontrou uma situação complicada junto aos seus apóstolos: "E, quando chegaram para junto da multidão, aproximou-se dele um homem, que se ajoelhou e disse: "Senhor, compadece-te de meu filho, porque é (lunático) e sofre muito; pois muitas vezes cai no fogo e outras muitas, na água." Apresentei-o a teus discípulos, mas eles não puderam curá-lo. Jesus exclamou:

"Ó geração incrédula e perversa! Até quando estarei convosco? Até quando vos sofrerei? Trazei-me aqui o menino". E Jesus repreendeu o demônio, e este saiu do menino; e, desde aquela hora, ficou o menino curado. Então os discípulos, aproximando-se de Jesus, perguntaram em particular: "Por que motivo não pudemos nós expulsá-lo?" E ele lhes respondeu: "Por causa da pequenez da vossa fé. Pois em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e ele passará. Nada vos será impossível. Mas esta casta não se expele senão por meio de oração e jejum".

A bíblia diz que Jesus não se encontrava presente quando este homem trouxe o seu filho para ser curado. Jesus possuía doze apóstolos mas tinha levado três com ele lá no monte. Acontece que os nove que ficaram, se depararam com uma coisa inédita para eles, porque este menino estava endemoninhado e era (lunático, débil mental).

Os homens de Deus não estavam fazendo jejum, e também nunca tinham visto Jesus fazer a cura de um deficiente mental de nascença, e caíram na incredulidade, se julgando incapaz de orar e aquele menino tornar-se são e completamente normal como qualquer pessoa. Então diante da dúvida não puderam expulsar os demônios (porque não tinham jejuado para isso) e nem tampouco curar aquele menino, para que ele passasse a agir normalmente, e isso tornou-se um mal testemunho de tudo o que Jesus ensinava-os a fazer junto com ele, e eles não fizeram.

O próprio Jesus ficou bravo ao ver esta situação, e chamou a atenção de todos na frente da multidão. Logo em seguida curou e libertou o menino não só dos demônios, mas também fazendo ele ser um rapaz  normal, como todos os demais que ali estavam.
                     Mateus cap. 17 versículos 14 a 21